Ipê Board e o novo kit de desenvolvimento da Embedded Labworks

- por Sergio Prado

Categorias: Treinamentos Tags: ,

Já faz mais de dois anos que tenho utilizado a Wandboard nos treinamentos da Embedded Labworks. E apesar de ainda ser uma plataforma bastante atual e com ótima capacidade de processamento (4 núcleos ARM Cortex-A9 com 2G de RAM), está na hora de mudar! :)

Uma das grandes dificuldades que sempre tive com esta plataforma foi o fato dela ter poucas interfaces de I/O disponíveis, basicamente 1 led, 4 botões e um display LCD com touchscreen. Isso limitava os exercícios que poderia desenvolver durante os treinamentos.

Outra dificuldade que tenho tido é a necessidade de viajar Brasil afora com 13 Wandboards em um case com display LCD. Além de precisar de uma mala grande, vocês sabem como os aeroportos tratam as nossas malas, não é verdade? :(

Por estes motivos, nos últimos meses estava em busca de uma plataforma mais compacta e com mais interfaces de I/O. Apresento então a vocês o novo kit de desenvolvimento que será utilizado nos treinamentos da Embedded Labworks!

kit-toradex

Este kit de desenvolvimento é o resultado de uma parceria entre a Embedded Labworks e a Toradex. Ele é composto pelo módulo Colibri i.MX6, a placa-base Viola e a placa de expansão Ipê Board.

O módulo Colibri i.MX6 é baseado no SoC i.MX6 DualLite da NXP, com dois núcleos ARM Cortex-A9 rodando a até 996MHz, 512MB de memória RAM, 4GB de armazenamento interno (eMMC NAND Flash) e conector no padrão SODIMM200 (memória DDR1).

colibri-imx6dl

A placa-base Viola é compatível com todos os módulos Colibri da Toradex e possui 2 conectores USB Host, conector Ethernet, conector de cartão SD, interface RGB para display LCD e barramento de 50 pinos que exporta o acesso à diversas interfaces de I/O, incluindo I2C, SPI, UART, GPIO, etc. A alimentação pode ser realizada com uma fonte de 5V/2A.

viola

A grande cereja do bolo é a placa de expansão Ipê Board. Esta placa foi desenvolvida pela Toradex com o auxílio da Embedded Labworks e produzida pela CEREBRA.

Ela se encaixa no barramento de expansão da placa-base Viola e exporta diversos periféricos, incluindo 2 chaves, 1 botão, 3 leds conectados a GPIOs, 1 led e 1 buzzer conectados a canais PWM, 2 portas seriais, 1 resistor dependente de luz (LDR) e um trimpot conectados a canais A/D, 1 acelerômetro MMA8653 no barramento I2C e 1 expansor de GPIOs MCP23S08 no barramento SPI cujos GPIOs estão conectados a um display de 7 segmentos.

ipe-board

O projeto da Ipê Board é aberto e seu código-fonte está disponível no meu GitHub. Quem quiser mais informações sobre como adquirir esta placa, pode entrar em contato com o Danilo da CEREBRA.

Pela diversidade de periféricos disponíveis, esta nova plataforma de hardware vai permitir com que eu crie exercícios mais ricos, ajudando os alunos a explorar diferentes interfaces de hardware em Linux embarcado de forma mais divertida e intuitiva.

Começarei a utilizar este kit de desenvolvimento a partir de agosto/2016 nos treinamentos de Linux embarcado, Linux device drivers e Yocto Project.

Para quem quiser mais informações é só entrar em contato por e-mail.

Um abraço,

Sergio Prado

  • Wendell Silva

    Apesar de trabalhar com Linux Embedded há algum tempo, fiz o curso “Linux device drivers” e foi o mais esclarecedor de todos os tempos! Funcionou muito bem com este hardware prático e funcional. O curso foi um passeio pelos diversos conceitos e formas de implementação de device drivers em Linux, com exercícios evoluindo de forma estrategicamente gradual, entregando ao aluno o conhecimento necessário para manter sistemas legados e desenvolver sistemas atuais e futuros. Foi um dos melhores investimentos que fiz em meu “kung-fu” nesta área.

    A Embedded Labworks está de parabéns.

    Obrigado Sérgio.

    ‘Vida longa e próspera’ :-)

    • Obrigado Wendell! May the source be with you! :)

  • Walmir Rodrigues Soares

    Boa tarde Sérgio. Adquiri um módulo desses em um de seus treinamentos, se for possível, gostaria que você me indicasse alguma documentação sobre como instalar uma imagem contendo Linux nesse módulo. Também gostaria de agradecer muitíssimo por todas as informações que você disponibiliza nesse blog e parabenizá-lo pelo excelente trabalho.

Navegue
Creative Commons Este trabalho de Sergio Prado é licenciado pelo
Creative Commons BY-NC-SA 3.0.